Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2016

O déspota solitário de Tallinn

Imagem
Parte I - Cenários ocasionais e apresentações indispensáveis. Completou a última tragada e comeu o filtro. Comeu. Enquanto mastigava sentia o gosto do fumo e os vestígios do papel incomodando na língua e colando nos cantos da boca. Cuspiu e continuou andando. Noite e chuva intermitente, andava calmo como se fosse uma manhã de sol, estava imparcial às observações dos transeuntes, às sensações, às cores, estava na parte de dentro do mundo, no salão reservado da dúvida. Não se importava com as formigas que morriam pisadas e com as garças que os aviões engoliam no céu, mas em respeito ao primeiro amor que teve, acreditava nas coisas que Chico Xavier havia dito sobre essa aventura programática das almas, acreditava na reencarnação atemporal dos seres, porque era inviável fazer fim aos seus múltiplos inícios.
Tomei o carro e desci a ladeira em direção ao coffeeIN. Sou estranho aqui, assim como fui um estranho em todo lugar que estive, mas enquanto pego o café toda manhã, por alguma razão es…