Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2013

Donzela Joana

Por um momento pensei que adrenalina resolvesse, juro que pensei, depois percebi que logo ficava cansada e adrenalina já não superava a exaustão. Resolvi, então, mudar os gêneros musicais que ouvia e as pessoas com as quais me relacionava, busquei um namorado no estilo gótico, busquei amigos de porão e cerveja, mas conforme o tempo passou percebi que a mudança externa surtia pouco efeito na turbulência interna. O rato roeu, o cão ficou manco e alguns fios de cabelo branco surgiram na minha cabeça, havia chegado a hora de confraternizar com os reis. Feita de missões, nunca de posses, poucas vitórias de muitas vítimas, empunhei a estratégia que era minha espada e tracei firme no mapa o objetivo da guerra santa. Ninguém renderá a mim orações de ante-sono, dissiparão as lembranças de minha passagem, tão rápido será esquecido o brasão de minha família, não haverá olhares de espanto, nem gritos de dor. Eu não serei canonizada pelas escolhas que fiz.
Uma brincadeira na grama da praça do Santana, toalha e piquinique duas cartas e um beijo (roubado). Infiltrado na tua vida sem graça sem sal sem salada peguei na mão pra te distrair entrelacei nossos dedos enquanto roubava teu coração. Acendi o sol, dancei na chuva, inventei como sempre uma felicidade estranha de viver.