Agendado

Eu já produzi saudade e tristeza e engoli desprezo e imolação mental. Já me alimentei de fé, feijão e bucho. Experimentei toda sorte de sentimentos e não me corrompi pela dança do prazer sem amor. Ontem mesmo decidi que preciso comprar livros grossos de palavras pequenas pra ser uma grande enciclopédia de importantes ensinamentos miúdos. Sou uma busca e esse é o fato necessário. 
Não consegui estar contento disso tudo que tenho, eu preciso ainda encontrar um afazer que satisfaça minha alma, e mesmo que eu abrisse mão do fardo da abundância, outro fardo maior me esmagaria, saber que estou atrasado de chegar onde precisam de mim. Estou aquém do todas minhas capacidades, fraco de braços e pernas, mente confusa e dispersa, memória ruim, conhecimentos superficiais de itens específicos e rotina inadequada. Não quero um tempo, odeio ter tempo vago, quero mesmo organização, quero fazer da minha vida um fichário colorido separado por assuntos, com hora marcada e programação rígida. Quero cantar, lavar meu carro, namorar e coçar meu saco pra não perder bons hábitos, claro. Dormir ao som da fonte-sapo, dormir ao relento vago colo de quem é amada. Estou atrasado.

Postagens mais visitadas deste blog

O déspota solitário de Tallinn

Sal