Nau

 A curva caótica dos meus desejos exóticos, desperta um flerte alegre de sapatos de salto pisarem o assoalho lustroso da minha imaginação. Uma orquídea, pendure-a ali. São os cactos que florescem nessa época. Gráfico de lapsos emocionais requer análise de dados cartográficos no mapa do meu tórax. Jogar a âncora e içar as velas, chegar à praia e não comer peixe. Navegar sem ser pirata.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O déspota solitário de Tallinn