-



Se bastasse reza,
riso não haveria. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Licença poética.

O déspota solitário de Tallinn