Algo assim.

É certo que sempre há um jaz esculpido e descrito na lápide da finalidade que não traz a página virada no primeiro capítulo do romance de paixão fugaz.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O déspota solitário de Tallinn

Sal