Praxes relacionais


Adoro o prazer e amo o que é êxtase. Ganha-se tempo com o advento da loucura compartilhada. Vem que tô pra aceite, não se prenda tanto a estes praxes relacionais. Pode ser melhor se for diferente.

- Olha aqui, não faz assim... Cola em mim devagarzinho, deixe que os lábios se entendam, não temos nada a ver com isso. Pchiii.. silencia em mim tua boca discursiva.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O déspota solitário de Tallinn

Sal