Homoafeto


Vai, perde o tempo que eu não perco, cria um medo que eu já tenho, faz de mim um desdenho aos ímpios cavaleiros cortejantes. Tenho em ti a esperança de um amor diferente com toda cor que o arco-íris tem.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O déspota solitário de Tallinn

Historicamente Nú.