Apetrecho


Há quem prefira o silêncio e vive em sua caixa de sapato fechada na prateleira, rezando para que a poeira não cubra o coro da sua feitura: desdobramento de um argumento de Letícia. Porém vai bem à frente disso, e por xingamentos e pedidos de amigos, leitores e paixões de palmas suando frio, resolvi pagar o preço da crítica e da emoção instantânea re-ofertando os comentários dos passageiros que me passam. Comente quando quiser, o meu usufruir será farto, aos que enviam e-mail e preferem dos laços mais estreitos, cá estou abanando um olá!

Comentários

  1. \o/

    Viva!
    shushausha

    As mãos hão de suar mais frias.

    ResponderExcluir
  2. Agora eu posso falar... andava por aqui como se estivesse em uma igreja. Como se alguém dissesse: Fala baixo, menina.

    Mas vc se abriu. Tô contigo e com a comadre.

    A respeito das críticas.

    Acordar e dar cara ao mundo já é sinalizar pra crítica. Vem sempre alguém dizer pra vc fazer isso ou aquilo outro. Que já serve de conselho. E se vc anda cansado querendo sumir, aí vem tonelada de gente dizer que isso e mais isso. Crítica e conselho andam de mãos dadas.

    Eu gosto de comentar. Mesmo que não faça diferença alguma. O que está escrito está escrito. Deixa vir a crítica (de boa ou má fé). Deixa vir. Se ela te encher, vc manda ela pastar. Ou então abraça a crítica que ela tb ajuda. E reza de joelho, mas coloca almofada pra não se machucar.

    Beijão.

    E valeu por tudo e mais.

    ResponderExcluir
  3. Gostei do teu blog!

    to t seguindo!

    Bjs boa semana

    isabela
    http://nablgooesfera.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Olá!

    Passando para ler e soprar a poeira.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  5. Um comentário é uma passagem para uma outra passagem. Às vezes, o tempo melhora.
    Jorge Manuel Brasil Mesquita
    Lisboa, 27/09/2010

    ResponderExcluir

Postar um comentário

E tenha o teu dito a contribuição que preciso.

Postagens mais visitadas deste blog

O déspota solitário de Tallinn