Costureira - Ponto sem nó.


Pão de mel e
faz suco disso
que é laranja do céu.
Paraíso, amor 
e romantismo todo
que dura pouco.

Percebe o indício?
Mulher sem véu,
sol de solstício
hemisfério só
o norte mais longe.

Linha sem carretel,
não há caminho.
Agulha sem linha,
não faz ponto
nem prende
perfura,
sem costurar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O déspota solitário de Tallinn

Sal