Color - ido


Parado, sinceramente não me movo porque me corto nos cacos dos seus copos não quebrados. Quem sabe seria prudente uma surra em você, sim, e que seus pais o fizessem, lesão corporal incrimina mesmo quando em alguém que não sabe usar vírgulas. Entenda que a mobília é meu caminho, ficam no meio, pois não tenho seus medos de empecilhos. Eu pulo Lisa, vou transpondo os obstáculos; por isso é que nem sei como seu Charles ficou assim tão estático, mas saiba que a mesa não vai tombar agora.

Ainda parado, e, sinceramente não me movo porque me corto nos cacos dos copos sujos com seu batom espalhados pela casa: sobre a mesa, pelo quarto na estante da sala.
- E então, Lisa, decidiu se me espera?
- Mas você não virá, você não move, você não vive. O que vai fazer agora?
- Acho que vou morrer pra você, vou embora.

(Seção: responde quem entende a indagação)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O déspota solitário de Tallinn

Sal