Betina Duray

Uma lista de compras e outra de manias.

Peço pra que apareça aqui em casa, das 8h30min às 18horas, sem fechar ao meio dia. Passo no mercado antes e tenho de comprar pão, alface, tomate, cuca, aveia e danoninho - que não é para mim, claro. E falando em mercado, abriram dois ou três na minha cidade, do tipo grandão que vende em atacado, fardos de comida, porém me deixam atacada, fardos de estresse, movimentados demais. Aveia é bom para ir aos pés, gosto pela manhã com mamão e que a sogra me perdoe, mas vou sujar a porcelana do banheiro dela se eu comer. Última vez usei bom ar, cheiro de merda com perfume. Lamentei e constrangi. Vou comprar um daqueles aparelhinhos purificadores, só que daí é pra rinite e não pra fins escusos fecais. Aliás, "quiçá" caiu em desuso, alguém avise isso ao doutor professor da minha faculdade. Tenho pensado em mudar o curso para Culinária, cozinho mesmo nesse calor insuportável do trópico de câncer ou capricórnio - gravei essa geografia? Vou dormir, tem visita amanhã. Já viu disso, dormir cedo pra receber visita? É o fim! Ainda tenho de ser agradável, fazer chimarrão, comprar carne macia - e sou vegetal-ariana.
AAAAAAAAAAAA! - eu grito.
Betina wants to flee! Understand?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O déspota solitário de Tallinn