Poema da Infância

(conta minha mãe que eu chegava até a presença de estranhos ou visitas e cumprimentava-os com minha saudação meninesca.)


"Um Late
Dois Late
Um
Pepino, e
Dois
Tomates"



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O déspota solitário de Tallinn

Sal