Greenpeace


Recentemente a Organização não Governamental Greenpeace, seção Mexicana, lançou dicas, ou mandamentos, para o Sexo Ecológico. Curioso, não? O site que trata do assunto foi um dos mais acessados, mais curiosa ainda é a indicação textual “Cuidar da terra nunca foi tão erótico” e o que torna o fato ambíguo à realidade, diga-se de passagem, é o momento em que decaiu o fervor ambiental já que muitos resolveram questionar as verdades apocalípticas de maneira fundamentada, dizendo que muito não passara de sensacionalismo.

Assim mesmo ai vão alguns tópicos da ampliação ao erótico da Organização:


- A primeira orientação do sexo ecológico sugere aos amantes a apagar as luzes como uma forma de economizar energia. "É possível começar uma revolução energética da sua cama", diz o texto;

- A segunda faz indicação para o consumo de alimentos afrodisíacos, frutas especificamente, com procedência orgânica e livres de pesticidas;

- O uso de lubrificantes íntimos é abordado na quinta orientação, que indica os produtos à base de água, nunca de petróleo, como a vaselina. O texto destaca também que a saliva ainda é muito útil para resolver o assunto. “Grandes empresas petrolíferas estão destruindo o planeta. Não permita que se metam debaixo de seus lençóis", diz a ONG, que completa: "Seja um escravo da paixão, não do petróleo";

- A madeira que é feita a cama também deve ser observada, a organização recomenda que estes materiais devem possuir certificados ambientais que garantam que venham de processos de extração sustentável de madeira;

- Preocupe-se também com economia de água, diz o Greenpeace, que recomenda banhos em conjunto para evitar o desperdício do recurso;

- Na última dica o Greenpeace ressuscita o velho lema dos hippies dos anos 1960: "Faça amor, não faça guerra".


Resta aos simpatizantes do ambiental tomarem suas providências, e, aos não, que façam suas críticas. O inegável é que cuidar do meio-ambiente nunca poderá ser dito como algo ruim, resta saber até onde as pessoas se dispõem a estender o fato.


Good Night!


(Adpt.: http://g1.globo.com)



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O déspota solitário de Tallinn

Sal